A visão de cada pessoa é diferente, o que significa que cada forma de astigmatismo tem um impacto único.

O que é
O astigmatismo não é uma doença, mas um tipo de erro refrativo ou condição de visão que causa visão embaçada, turva ou distorcida.
Causa
O astigmatismo é uma condição que ocorre quando há falhas sutis na maneira como o olho desvia a luz que passa para a retina. O nervo óptico transmite impulsos nervosos da retina para o cérebro, que os traduz para a visão.
Se sua visão funcionar corretamente, sua córnea e as lentes atrás dela refratam a luz na retina. Infelizmente, imperfeições na curvatura da córnea ou da lente (ou ambas) podem impedir que as imagens foquem adequadamente na retina. O cérebro percebe essas falhas oculares como imagens confusas ou distorcidas.
O astigmatismo é um dos três tipos mais comuns de erro refrativo. Você provavelmente já ouviu falar dos outros dois: miopia e hipermetropia.
Sua córnea é uma cúpula transparente que cobre a superfície frontal do olho. É curva como a lente de um telescópio ou câmera. Uma córnea perfeitamente curva e uma lente interna (intraocular) focalizam os sinais de luz na retina para produzir uma visão nítida e clara no cérebro.
Infelizmente, córneas e lentes podem ter curvas imperfeitas que interferem na refração, ocasionando a visão embaçada ou distorcida que chamamos de astigmatismo. Defeitos em outras estruturas do olho também podem contribuir para o astigmatismo.
Sintomas
Os sinais e sintomas comuns de astigmatismo incluem:
* Estrabismo
* Visão turva ou distorcida em todas as distâncias
* Visão noturna ruim
* Visão dupla em um ou ambos os olhos
* Fadiga ocular
* Dores de cabeça
Diagnóstico
Durante um teste de visão, o profissional da visão examinará seu globo ocular para medir toda a sua superfície em três dimensões. Cortes do olho chamados meridianos ajudam a identificar pontos altos e baixos na córnea que geram astigmatismo. Uma medição chamada dioptria ( popularmente conhecida como Grau) estima a quantidade de refração que ocorre em cada meridiano.
Os meridianos do olho parecem a face de um relógio tradicional. Um meridiano, por exemplo, é a linha que conecta o 6 (inferior) ao 12 (superior). Outro meridiano é a linha de 9 (esquerda) a 3 (direita).
Os profissionais avaliam as diferenças entre os meridianos do olho para determinar a prescrição adequada para produzir uma visão clara. Testes como a retinoscopia envolvem direcionar uma luz em seu olho enquanto você olha através de lentes diferentes, até que o médico encontre uma que melhor esclareça sua visão.
Astigmatismo em crianças
Os bebês geralmente nascem com astigmatismo, embora geralmente desapareça no primeiro ano. Poucas crianças mostram sinais de astigmatismo por volta dos 5 aos 9 anos de idade.
No entanto, algumas crianças não superam o astigmatismo, o que pode impactar negativamente a aprendizagem e o desenvolvimento.
Portanto, é importante agendar exames oftalmológicos regulares para as crianças a fim de detectar astigmatismo e / ou outros erros de refração não corrigidos.
Tipos de astigmatismo
O astigmatismo tem três classificações primárias, definidas pelos meridianos principais (os meridianos mais inclinados e planos do olho).
Astigmatismo miópico: os principais meridianos do olho são miopia (miopia + astigmatismo).
Astigmatismo hiperópico: os principais meridianos são hipermetropia (hipermetropia + astigmatismo).
Astigmatismo misto: os principais meridianos têm visão de perto e de longe (o astigmatismo é o erro de refração primário).
Você também pode ver astigmatismo descrito como:
Da Córnea: Defeitos na córnea.
Lenticular: Defeitos na lente do olho.
Regular: os meridianos principais são perpendiculares (afastados 90 graus).
Irregular: os meridianos principais não são perpendiculares (às vezes causados por lesões e cicatrizes na córnea). Ceratocone, um afinamento de longo prazo da córnea e algumas formas de cirurgia ocular também podem causar astigmatismo irregular.
Tratamento
Óculos, lentes de contato e algumas cirurgias oculares como LASIK podem corrigir o astigmatismo.
Óculos 
As lentes corrigem os erros de refração na córnea e no cristalino. Um astigmatismo regular deve ser corrigido para 20/20, de acordo com a Academia Americana de Oftalmologia. Um astigmatismo irregular geralmente não pode ser corrigido para 20/20.
Lentes de contato
Muitas pessoas optam por corrigir seu astigmatismo com lentes de contato, que vêm em três variedades principais:
Tóricas: Essas lentes de contato gelatinosas podem ter diferentes níveis de refração que se alinham com os meridianos individuais do olho, permitindo correções precisas da visão. Por causa de seus designs complexos, as lentes tóricas geralmente são mais caras do que outros tipos.
Permeáveis: Essas lentes rígidas têm um formato uniforme que essencialmente substitui o efeito de refração da córnea. Eles geralmente fornecem uma visão mais nítida do que as tóricas mais suaves. Observe que algumas lentes permeáveis usam designs tóricos e podem ser menos confortáveis do que estas no início, mas fornecem correção de visão excelente e conforto com o tempo.
Híbridas: Essas lentes são rígidas no centro para maior clareza visual, mas suaves nas bordas para maior conforto. Eles geralmente fornecem o melhor dos dois mundos para corrigir o astigmatismo com lentes de contato. As lentes híbridas e permeáveis requerem mais tempo e experiência para obter um encaixe preciso, portanto, considere isso em suas decisões de compra.
Cirurgia 
As operações para remodelar a córnea e remover a catarata podem corrigir o astigmatismo. Por exemplo, a cirurgia LASIK usa lasers de alta precisão para tornar a córnea mais simétrica e pode corrigir quantidades moderadas de astigmatismo permanentemente.
Além disso, um cirurgião ocular pode implantar uma lente intraocular tórica (IOL) no olho para corrigir o astigmatismo e remover uma catarata ao mesmo tempo.
Observe que uma Lente Intraocular tórica pode ser consideravelmente mais cara se seu seguro saúde não cobrir o procedimento.
A visão de cada pessoa é diferente, o que significa que cada forma de astigmatismo tem um impacto único. Portanto, você deve prestar atenção extra ao ajuste e à função de seus óculos ou lentes de contato e estudar a possibilidade, junto a seu médico, se é necessário realizar uma cirurgia.