A história

Tudo começou na cidade de Paris em 1945 quando Céline Vipiana com a ajuda de seu marido, Richard, resolveu fundar uma pequena grife, que a princípio fazia sapatos infantis sob medida. O casal abriu sua primeira loja na Rua Malte. Seu estilo era claro: luxuoso e clássico. Assim, depois de inaugurar mais três lojas na França em 1948 e calçar jovens famosos da época, incluindo o príncipe Albert e a princesa Caroline de Mônaco, a marca ganhou popularidade entre a classe alta do período pós-guerra.

Em 1969 a marca conseguiu um feito e tanto: estampou as páginas da revista Vogue pela primeira vez. Nos anos 70 a marca conquistou as francesas com um estilo esportivo e chique.

A marca, que sempre primou pela alta qualidade de seus produtos, começou a despertar a atenção de grandes empresários do setor de luxo

A CÉLINE começou a ganhar maior relevância no segmento de luxo quando o estilista americano Michael Kors assumiu o cargo de diretor criativo e lançou coleções aclamadas pela crítica que ajudaram a alçar a marca a outro patamar. Depois dele, que deixou o cargo em 2004. Depois dele nomes como o italiano Roberto Menichetti e a croata Ivana Omazic também foram responsáveis pela criação das coleções, porém sem grande sucesso. Nesse período a marca expandiu suas coleções com o lançamento de uma linha de óculos

A partir de outubro de 2008, a estilista Phoebe Philo assumiu o comando criativo. Em pouco tempo, a estilista transformou a CÉLINE em sonho de consumo principalmente por seus acessórios e it bags, que viraram mania entre fashionistas e descoladas. Minimalismo, casacos wrap, estampas asiáticas, referências a peças masculinas e formas geométricas em visuais inspirados na mulher que tem uma vida corrida, são algumas das características mais fortes que Phoebe imprimiu a marca.

Desde que a estilista assumiu a direção criativa, a CÉLINE reinventou a maneira como as mulheres se vestem e se transformou em um ícone cult, adorada por consumidoras dispostas a pagar caro por suas peças.

E grande parte desse sucesso a marca deve as suas cultuadas bolsas. Utilizando materiais como pele de novilho, pele de canguru, tecidos nobres e couro de altíssima qualidade, mais do que serem bonitas e seguirem tendências, as bolsas CÉLINE são feitas para durar, com toques clássicos que fazem com que elas sejam sonhos de consumo e também possam ser usadas por muitas temporadas.

Grande sensação no segmento de luxo, a marca francesa CÉLINE apresenta acessórios, especialmente suas famosas bolsas, e roupas que são atemporais e conquistam amantes da moda, inclusive famosas, por sua flexibilidade. Através de coleções chiques e minimalistas com um toque de contemporaneidade, a CÉLINE se tornou uma das marcas favoritas dos críticos e também das fashionistas e celebridades.