Depois que pesquisadores da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, descobriram que o coronavírus pode entrar no corpo através dos olhos, surgiu a preocupação de como proteger esta parte do rosto.

O médico Gustavo Serra, oftalmologista do Visão Hospital de Olhos, afirma que a conjuntivite costuma aparecer em 30% dos pacientes com a Covid-19 e que o principal vetor de contaminação é a mão nos olhos, por isso a importância de não coçar ou tocar neles sem antes lavar as mãos.

O especialista também recomenda evitar o uso prolongado de lentes de contato no período de pandemia, pois, além de ressacarem os olhos, as lentes demandam uma higienização bastante cuidadosa.

Veja algumas dicas simples para manter a saúde dos olhos e prevenir a contaminação pelo novo coronavírus:

Limpe os óculos com frequência
Assim como as gotículas de Sars-CoV-2 expelidas no ambiente por uma pessoa doente podem se acumular na parte externa das máscaras ou em superfícies, também há o risco de que elas fiquem retidas nas lentes e nas armações de óculos.

Para evitar a contaminação, Gustavo Serra indica a higienização regular dos óculos, sempre com água e sabão neutro. O álcool em gel ou líquido deve ser evitado porque pode danificar a armação e prejudicar a qualidade das lentes com tratamento UVA, UVB e antirreflexo, por exemplo.

Evite o uso prolongado das lentes de contato
Com o isolamento social, é normal que as pessoas passem mais tempo em casa assistindo televisão, jogando videogame ou usando o computador. O ideal, segundo Gustavo, é não passar mais de 12 horas com as lentes de contato, pois após longos períodos nos olhos elas ressecam, diminuindo a oxigenação da córnea. Quando possível, dê preferência aos óculos de grau.

Cuidados com a conservação das lentes
Durante a pandemia, é preciso cuidar ainda mais da higienização delas. Por isso, tome cuidado com o ambiente onde irá colocá-las. Faça sempre a limpeza do estojo com sabão neutro e água toda vez que usar a lente de contato. Além disso, o estojo deve ser trocado a cada três meses.

Vale lembrar a importância de sempre lavar as mãos com água e sabonete ou passar álcool em gel antes de colocar ou retirar as lentes.

Não misture soro fisiológico à solução de limpeza das lentes
“É totalmente contraindicado o uso de soro fisiológico para guardar a lente. Muita gente faz isso para economizar produto, mas os protozoários, bactérias e micro-organismos gostam daquele meio, o que torna mais fácil uma infecção”, explica Gustavo.

Fique atento aos sinais de conjuntivite
Nem toda conjuntivite é causada pelo coronavírus. De acordo com o oftalmologista Gustavo Serra, é comum ter conjuntivite porque a mucosa do olho é muito sensível.

A conjuntivite costuma se manifestar com vermelhidão, coceira, sensação de areia ou corpo estranho, olhos inchados, marejados ou irritados e secreção ou secura. “De jeito nenhum coloque as mãos nos olhos se tiver esses sintomas. Lave-os com água gelada e procure um oftalmologista”, indica Gustavo.

Cuidado com as crianças
O oftalmologista pediátrico do Visão Hospital de Olhos, Tiago Ribeiro, ressalta a importância de os pais ficarem atentos à higiene das crianças e ensinarem aos filhos como tossir e espirrar protegendo a boca com o antebraço.

“Ainda estamos aprendendo muito sobre o vírus. O ideal é que as crianças se mantenham em isolamento social e façam a higiene adequada das mãos no dia a dia”, ressalta o oftalmologista pediátrico.

Fonte: Metropoles.com