Sua ótica em Cuiabá especializada em óculos de grau, sol, lentes e armações.

Email

contato@prootica.com.br

Quem teve covid-19 deve ficar ainda mais atento as doenças nos olhos, já que segundo médico oftalmologista, Fernando Naves, coordenador do setor no Hospital Santa Casa de Mauá, há estudos de que pessoas que foram infectadas pelo vírus podem ter problemas na região ocular, que variam da parte inferior, com olho seco, ceratite e conjuntivite, até a parte posterior do fundo do olho, com alterações vasculares na retina.

O médico falou, que as queixas dos problemas são de 12 até 18 meses após o paciente ter contraído a covid. “Tem relação, principalmente se tiver queixa de baixa de visão ou alterações pós covid-19”, explica oftalmo ao citar que se for lesão vascular no fundo do olho ou lesões mais graves necessitam de maior investigação na área vascular para rápida recuperação.

A procura por oftalmologistas tem normalizado após o período inicial de restrições, segundo o coordenador, que diz ter pacientes que se sentem mais seguros com os protocolos atuais. “No início da pandemia como trabalhávamos com atendimento ambulatorial, fomos obrigados a não funcionar, mas com a chegada da vacina o atendimento melhorou muito e a procura voltou ao normal”, explica.

Ainda que a pandemia não tenha acabado, o médico explica que os efeitos do home office e ensino a distância na visão, por conta das telas, devem ser atentos pelas pessoas que precisam tomar certos cuidados na hora de trabalhar ou estudar, já que a longa exposição à luz artificial pode deixar os olhos mais secos ou até provocar problemas na parte visual, como miopia, hipermetropia e astigmatismo.

“Sugerimos que a cada 1 hora a pessoa dê um intervalo de descanso de 10 minutos da tela”, sugere o médico. “Outra coisa é estar atento a luminosidade: nunca estar de frente para a janela com o uso da tela e luz solar ao mesmo tempo”, recomenda. Segundo o oftalmologista, ainda para evitar problemas na visão, o ideal é lubrificar a vista com colírio e/ou lágrimas. “Após lubrificar, sugerimos que a pessoa descanse por cerca de 5 a 10 minutos para que não se tenha problemas”, enfatiza.

A distância de telas de computador devem ser de 30cm a 40cm, e o médico diz que piscar é uma maneira de lubrificar os olhos e evitar que fiquem secos. “Vermelhidão, embasamento visual são as queixas mais frequentes e a sensação de areia nos olhos ou corpo estranho também são reclamações recorrentes”, explica. “É importante procurar sempre um especialista para avaliação com os equipamentos e cuidados necessários”, completa.

fonte: RD