Entenda por que os óculos no estilo aviador são o acessório da estação.

Lançado em 1936, o modelo da Ray-Ban teve um boom na década de 1980, agora é destaque nas passarelas.

Desde as últimas semanas de moda, os óculos de aviador, ou aviator glasses, ressurgiram como item-desejo. Desembarcaram na passarela da Celine acompanhando todos os looks da coleção, tanto no último desfile feminino como na Semana de Moda Masculina de Paris. Otiming do estilista da grife francesa, Hedi Slimane, não poderia ter sido mais certeiro: poucos meses após os desfiles, durante o Comic Con San Diego, foi divulgado o trailer da sequência do clássico oitentista Top Gun – Ases Indomáveis, aguardada para junho de 2020. Na prévia do filme, Maverick, o personagem de Tom Cruise, retorna vestindo o seu par icônico da peça: o modelo 3025. Agora, os “óculos de piloto” devem ser o principal acessório da estação.

Vem comigo saber mais!

Foi durante a década de 1930 que os óculos escuros, de uma forma geral, viraram um acessório fashion. Utilizado até então por caçadores e pescadores, o modelo que inspirou os óculos de piloto não era chamado de aviador.

A história do estilo aviator começa em 1929, quando a Força Aérea dos Estados Unidos procurou a empresa Bausch & Lomb para desenvolver uma alternativa aos óculos pesados de aviação. Uma primeira versão foi criada em 1936, com armação dourada e lentes esverdeadas. Foi a solução perfeita para proteger os olhos dos pilotos dos raios solares sem obscurecer a visão.

No ano seguinte, passaram a ser comercializados sob o nome Ray-Ban, que vem do inglês “banir os raios”. Em 1938, eles foram batizados, mais especificamente, de Ray-Ban Aviator. Ao longo das próximas décadas, surgiram em diferentes formas, cores e funcionalidades. As lentes espelhadas e gradientes dos Aviators nos anos 1940, por exemplo, facilitaram o desempenho dos militares na Segunda Guerra Mundial.

O general norte-americano Douglas MacArthur foi quem colocou o modelo de óculos no holofote, em 1944: quando, durante a Segunda Guerra, foi fotografado vestindo os aviadores na Filipinas, as imagens estamparam os jornais, e a peça logo se transformou em acessório indispensável. Não demorou para que novos designs fossem elaborados tanto para os pilotos de guerra do exército americano quanto para o uso no dia a dia.

O famoso general norte-americano Douglas MacArthur com óculos Aviator nas Filipinas, em 1944

O sucesso dos Ray Ban Aviators continuou a aumentar durante os anos 1950, principalmente por influência das estrelas de Hollywood. Antes mesmo de Top Gun, a peça já havia marcado o visual de outros filmes – como o de Marlon Brando em The Wild One (1953), ou em Taxi Driver (1976), no qual Robert De Niro usou o modelo Caravan, com shape mais quadrado.

Até os anos 1970, o estilo aviador era considerado masculino. A jornalista e ativista norte-americana Gloria Steinem foi responsável por transformá-lo em um item de resistência feminina.

Jornalista e ativista Gloria Steinem, em 1972. Ela transformou o modelo de aviador, considerado masculino, em um item de resistência feminina

Nos anos 1980, os óculos Ray-Ban passariam por um revival graças ao filme Top Gun – Ases Indomáveis. No enredo, o jovem fuzileiro naval Pete “Maverick” Mitchel entra na escola Top Gun com objetivo de se tornar um piloto de caça. Lá, cria uma rivalidade com Iceman (Val Kilmer) e se envolve com Charlie Blackwood (Kelly McGillis). O filme foi um clássico oitentista, e o personagem de Tom Cruise imortalizou a peça.

Depois do sucesso do filme, o Aviator garantiu seu lugar como atemporal. A partir dali, caiu nas graças de celebridades e é muito usado até os dias atuais.

Em 1999, a Ray-Ban foi vendida para o grupo italiano Luxottica.


Tom Cruise no filme Top Gun – Ases Indomáveis, em 1986, conhecido por popularizar o modelo Aviator na década de 1980


O item retorna na sequência, Top Gun: Maverick, anunciada para 2020


Será que esses óculos, já considerados atemporais, terão um novo boom na moda?

Atualmente, foi o estilista Hedi Slimane, diretor criativo da Celine, quem mergulhou na nostalgia e colocou os óculos de aviador em destaque na moda de luxo. Nos desfiles outono/inverno 2019/20 feminino e primavera/verão 2020 masculino, todos os modelos desfilaram com um par da peça.

Modelos usando Aviators na passarela do outono/inverno 2019/20 feminino da Celine, em março deste ano

 

Desfile de primavera/verão 2020 masculino. Tudo a ver com a vibe roqueira de Hedi Slimane

 

As passarelas das semanas de moda de FW19 trouxeram releituras do Aviator nas coleções de marcas como Michael Kors, Tod’s e Miu Miu. Algumas são mais retrô, outras têm um perfume tecnológico

Apesar do destaque na Celine, não é de agora que as marcas de luxo usam o estilo aviador como inspiração – entre elas, Gucci, Dolce & Gabbana e Burberry. A Chanel chama esse estilo de Pilot, ou Piloto. Já o modelo Technologic, da Dior, é uma versão mais futurista e cool..

Seja por influência de Hedi Slimane, seja uma homenagem a Maverick, personagem de Tom Cruise que ressurge em 2020 no sequel do clássico filme oitentista Top Gun – Ases Indomáveis, os aviator glasses estão em alta e, ao que tudo indica, vieram para ficar.