Organização Mundial da Saúde afirma que até 2050 aproximadamente 4 bilhões de pessoas no mundo sofrerão de algum problema visual, em especial, miopia. 

Especialistas acreditam que esse cenário pode ser evitado com o uso frequente de óculos com filtro e o acompanhamento anual da saúde ocular com um oftalmologista.

Recentemente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou que, até 2020, cerca de 35% da população mundial (7,7 bilhões, segundo a ONU) sofrerá com a miopia (distúrbio em que a visão ao longe fica afetada devido a um erro refrativo), e que até 2050 este índice pode alcançar os 52%. Oftalmologistas alertam que o crescimento da população míope, principalmente crianças, pode estar relacionado ao uso excessivo de aparelhos eletrônicos, como celular e tablet. Isso porque esses dispositivos emitem o comprimento de luz azul que tem o poder de danificar a retina.

Atentas às estatísticas da OMS, fabricantes de lentes oftálmicas estão trabalhando no desenvolvimento de produtos que amenizam ou bloqueiam por completo o efeito das luzes nocivas aos olhos.

Foi o caso da Essilor multinacional francesa de lentes oftálmicas – que lançou as lentes Blue UV Filter. O produto oferece dupla proteção ao globo ocular contra os raios ultravioleta (UV), emitidos pelo sol, e contra a luz azul-violeta nociva, emitida pelo sol em ambientes externos e por equipamentos eletrônicos, lâmpadas LED e fluorescentes. O diferencial é que a tecnologia Blue U V Filter, permite a passagem da luz azul-turquesa benéfica, essencial para regular várias funções biológicas. A Fhocus Optical foi outra fabricante que apostou em lentes com filtros especiais e apresentou a Lothos Control, que protege os olhos contra os raios UV e o excesso da luz azul emitida pelos aparelhos eletrônicos e pela luz ambiente, oferecendo conforto visual e nitidez da visão.

A Zeiss – fabricante alemã de sistemas ópticos e de medição industrial e dispositivos médicos – também apostou nessa tecnologia e apresentou as lentes com o tratamento Duravision® BlueProtect, que bloqueiam a luz azul, e a inovadora tecnologia UVProtect, que protege os olhos dos raios ultravioletas, causadores de sérios prejuízos à visão. A empresa também lançou uma linha voltada ao público infantil, a Zeiss Kids, composta por lentes com tecnologia Freeform, que promovem uma precisão no material reduzindo o desfoco periférico, ao mesmo tempo em que garante uma visão mais ampla e nítida.

Ainda com foco no público infantil, a Vanin lançou uma linha com a tecnologia clip-on magnético, uma lente oftálmica com dupla função: solar e de leitura. A lente polarizada gera ainda maior conforto para os olhos das crianças.

Cuidados na Infância.

O que pode ser feito para reduzir as chances de miopia nas crianças:

  • Estimule brincadeiras e atividades ao ar livre. Uma hora por dia é o mínimo recomendado para evitar a miopia
  • Limite o uso de aparelhos como smartphones, tablets e televisores. A Academia Americana de Pediatria chega a estipular o tempo de exposição ideal para o início da infância. Segundo a entidade, bebês não devem ter contato com eletrônicos. Para crianças de dois a cinco anos, a entidade recomenda no máximo uma hora por dia em frente à tela
  • Ensine as crianças a não usar os aparelhos eletrônicos antes de dormir. Eles devem ser desligados pelo menos uma hora antes de deitar-se na cama
  • Não instale equipamentos como televisão e computador no quarto da criança e não permita que ela durma com tablet ou smartphone por perto