A história 

Marc Jacobs, talvez o nome mais proeminente da moda fashion no mundo, nasceu no dia 9 de abril de 1963 em Nova York nos seios de uma família judia. Começou a ganhar destaque no mundo da moda quando ainda cursava a badalada Parsons School of Design. Isto porque ele desenhou suéteres em tamanho muito maior que os usuais para sua tese de conclusão do curso e uma compradora da Charivari, uma tradicional butique feminina da cidade e onde Jacobs já havia trabalhado como estoquista quando tinha apenas quinze anos, gostou e decidiu produzir uma edição limitada dos suéteres. Começava então, de forma tímida, a carreira de um dos maiores e mais ousados estilistas que o mundo já conheceu.

Ainda em 1984, o estilista desenhou uma coleção para a empresa Reuben Thomas, sob a marca Sketchboock. No ano seguinte ele recebeu o conceituado prêmio de jovem estilista pela badalada The Council of Fashion Designers of America (CFDA).

Em 1997 inaugurou sua primeira loja própria no descolado bairro do SoHo em Nova York. Até então os produtos da marca eram encontrados somente em sofisticadas lojas de departamento.

Mas o grande desafio de sua carreira seria assumido ainda 1997 quando ele foi contratado como diretor artístico da tradicional marca francesa Louis Vuitton. Sob seu comando, a centenária Louis Vuitton foi reinventada, ganhando uma modernidade que foi instantaneamente aprovada pelas consumidoras. Transformou a LV em um ícone da moda de luxo.

Nos últimos anos, o grupo LVHM, que passou também a ser proprietário da MARC JACOBS em 1997, expandiu e acelerou o processo de internacionalização da marca própria do estilista com a inauguração de várias lojas nas mais badaladas cidades do mundo (incluindo Paris, Londres, Tóquio, Madri, Chicago, Moscou, Dubai, Doha, Seul, Beijing e Jacarta), além de ampliar consideravelmente o portfólio de produtos, que agora englobam desde perfumes, relógios, óculos e acessórios diversos até uma sofisticada linha de roupas para crianças. Outra estratégia da marca MARC JACOBS foi acelerar a abertura de unidades dentro de sofisticadas lojas de departamento na região asiática e no Oriente Médio.

Em 2013, a estilista resolveu se dedicar apenas as suas marcas próprias. Jacobs iniciou então grandes mudanças, não somente na linha de produtos como também na imagem de suas marcas. Para isso ele contratou Katie Hillier e Luella Bartley para assumirem os cargos de diretora criativa e diretora de estilo da Marc by Marc Jacobs (agora conhecido como MBMJ). Ao longo de todos esses anos Marc Jacobs conquistou uma reputação tão alta que, em abril de 2010, a revista TIME apontou o estilista como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo. Afinal, tudo o que leva o nome Marc Jacobs em pouco tempo se torna cobiçado.