Sua ótica em Cuiabá especializada em óculos de grau, sol, lentes e armações.

Email

contato@prootica.com.br

Iremos falar o porquê é importante fazer uma reavaliação pelo menos uma vez ao ano, principalmente para determinados grupos de pessoas
É comum se lembrar da receita de óculos de grau apenas quando ela é mais necessária, seja na hora de fazer um óculos ou na compra de lentes de contato. Porém, as pessoas esquecem que esses exames contém validade e é preciso trocar as lentes de tempos em tempos. Quanto a periodicidade, ela depende de muitos fatores, os quais devem ser avaliados pelo oftalmologista, a partir dos resultados de exames clínicos.
Porém, em média, é indicado o retorno ao oftalmologista com frequência de seis meses a um ano para refazer os exames que vão indicar se a troca das lentes é necessária. De toda forma, não é apenas o aumento do grau que deve ser considerado na hora de trocar os óculos. A dificuldade para enxergar, mesmo com os óculos, bem como o desconforto visual são fatores que podem levar à substituição das lentes.
Com o objetivo de informar as pessoas sobre essa validade, listamos alguns grupos que precisam retomar os exames oculares com mais frequência. Confira abaixo:
Crianças
Crianças que estão na fase de desenvolvimento visual precisam se atentar ao aumento do grau, pois óculos inadequados podem afetar permanentemente a vista. Até os dois anos, os bebês e as crianças precisam ser levados ao especialista a cada seis meses. Depois disso, a ida ao médico deve ser anual, até por volta dos 10 anos. É nessa fase que o desenvolvimento da visão chega ao fim.
Já as mulheres grávidas, ao fazer o pré-natal adequadamente, podem descobrir doenças que provocam cegueiras nos bebês. Além disso, o médico poderá identificar má formação que podem resultar em problemas de visão na crianças, se não forem diagnosticadas a tempo.
Pessoas que chegaram aos 40
Após os 40 anos, é importante o paciente aumentar a frequência de visitas ao oftalmologista. Nessa faixa, os exames precisam ser realizados no intervalo mínimo de um ano, assim, doenças comuns como a catarata, caso apareçam, serão tratadas precocemente, e as chances de cura serão maiores.
Pacientes com doenças oculares ou outros problemas
Estes precisam redobrar os cuidados com a saúde dos olhos. Logo, a qualquer indício de que houve alteração ou piora no quadro da visão, o especialista deve ser prontamente procurado.
As situações que precisam de maior cuidado médico incluem, por exemplo, pessoas com diabetes, glaucoma, ceratocone e miopia com grau maior que 6.
Por fim, uma dica geral, que vale para quem usa óculos, um dos sinais que a troca precisa ser feita é sentir dores de cabeça e nos olhos, além de extremo cansaço, sem que haja motivo relacionado. Esse problema ocorre devido o esforço visual feito na tentativa de enxergar melhor.
Tais sintomas costumam aparecer quando são realizadas atividades mais prolongadas, que exigem concentração, como a leitura. Lentes riscadas e com manchas também podem ser indícios de que é a hora de checar se é necessária a troca dos óculos.