A mais aclamada revista de moda da história, a VOGUE, foi lançada oficialmente no dia 17 de dezembro de 1892 na cidade de Nova York, idealizada por Arthur Baldwin Turnure, um editor aristocrata e amigos das famílias mais distintas e privilegiadas da cidade, e Harry McVickar, como um pequeno folhetim de moda, com aproximadamente 30 páginas, destinado a alta sociedade nova-iorquina no final do século 19, cujo objetivo era representar os interesses e o estilo de vida desta classe. O preço de capa era de 10 centavos de dólar (equivalente a US$ 2.63 em 2015). A primeira edição trazia artigos de moda para homens e mulheres, críticas dos livros recentemente mais publicados, música, arte e um grande número de artigos de etiqueta e sobre como se comportar em reuniões sociais…

Até a década de 1930, as capas da revista eram 100% ilustradas e, apesar de seguirem uma estética art déco, mudavam bastante a cada edição. Durante este período, especialistas em ilustração como Georges Lepape, Eduardo Benito e Carl Erickson ou artistas como Christian Bérard e Salvador Dalí, usaram a capa da VOGUE como se fosse uma galeria em circulação, criando um potente mix de moda, beleza feminina, arte, estilo, glamour e jornalismo. Foi somente a partir dos anos de 1940 que as fotografias passaram a predominar as capas da revista VOGUE. A edição australiana, uma das mais importantes, foi lançada em 1959.
No mês de maio de 1975, que a VOGUE lançou sua edição brasileira, sendo a primeira na América Latina.
A revista VOGUE começaria a ganhar status de “Bíblia da Moda”, a partir de 1988, quando Anna Wintour assumiu o cargo de editora-chefe, e transformou radicalmente a revista. Sob seu comando, vários estilistas, até então desconhecidos, e modelos novatas, viraram celebridades quase que do dia para noite. Ela também foi responsável pelo lançamento de vários novos produtos segmentados, como a versão online, que foi ao ar pela primeira vez em 1996; a inovadora TEEN VOGUE, uma revista voltada para jovens, que tinha como foco a moda e celebridades, mas também oferecia informação sobre diversão e atualidades

Além de tudo isso, a revista se transformou em referência para fotógrafos, modelos, produtores de moda, estilistas e muitas outras publicações do segmento. E todo esse poder pode ser comprovado em setembro de 2007, quando a edição circulou com 824 páginas, três quartos delas de publicidade, tornando-se a revista mensal com o maior volume de páginas e anúncios da história editorial americana.
A grife de óculos da marca, a VOGUE EYEWEAR surgiu em 1973 com a missão de criar coleções de óculos de sol e de grau originais, pensando na mulher e em sua feminilidade. Os produtos conquistaram fãs em todo o mundo através da busca pelo estilo, pelas cores e pelas inspirações nos desfiles do mundo da moda, das dimensões refinadas, da elegância clássica, com um toque sedutor, glamoroso e audaciosos. Com design inovador e super estilosos.
Óculos de sol VOGUE joviais, modernos e de bom gosto podem ser encontrados na Pró Ótica.