Sua ótica em Cuiabá especializada em óculos de grau, sol, lentes e armações.

Email

contato@prootica.com.br

A cegueira evitável pode ser o estágio final de doenças silenciosas. Elas podem ser tratadas quando diagnosticadas precocemente. Os cuidados com a saúde ocular e o acompanhamento junto ao oftalmologista devem ser periódicos, inclusive durante a pandemia.

A visão tem papel fundamental na qualidade de vida das pessoas. Apesar disso, em função da pandemia, muitas pessoas, por medo, deixaram de fazer o acompanhamento periódico junto ao oftalmologista e até mesmo interromperam tratamentos para doenças oculares, colocando em risco sua capacidade de enxergar. Segundo projeção da Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que existam 76 milhões de pessoas cegas no mundo, e mais de 246 milhões de pessoas podem sofrer de perda moderada ou severa da visão.
Criada para alertar a população sobre doenças oculares que podem levar à cegueira, a campanha Abril Marrom, discute a importância do diagnóstico precoce, tratamento e reabilitação das doenças que afetam a visão. Referência mundial em soluções para a saúde ocular, a ZEISS reforça a campanha e faz alerta para a importância dos cuidados adequados com a visão, principalmente em tempos de pandemia.
“Temos os cuidados com a visão em nosso DNA e a conscientização da população sobre a importância de cuidar da saúde ocular faz parte da nossa missão. Nosso trabalho vai além de desenvolver os melhores equipamentos para diagnóstico e tratamento e as lentes mais saudáveis do mundo. Desenvolvemos uma série de protocolos, compartilhados com oftalmologistas parceiros, para ajudar nas medidas de desinfecção e higiene nos consultórios e equipamentos, além de práticas de distanciamento social durante a consulta. Queremos ainda ajudar as pessoas a compreender que é possível, e necessário, cuidar da saúde dos olhos de forma segura durante a pandemia”, ressalta Guilherme Haddad, diretor da divisão médica da ZEISS.
Estudo “O coronavírus e o impacto no Brasil”, realizado em julho de 2020 pela Demanda Pesquisa e Desenvolvimento de Marketing, diz que 4 a cada 10 pessoas deixaram de ir ao médico em casos de não urgência por medo de serem contaminadas pelo Coronavírus. Consequentemente, algumas doenças silenciosas podem ter começado a agir nesse momento ou, dependendo do caso, progredir.
Segundo Dr. Cristiano Caixeta Umbelino, vice-presidente do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), professor e chefe do Setor de Glaucoma da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, doenças causadoras da cegueira costumam ser silenciosas e o diagnóstico precoce é fundamental. “Estima-se que 75% de toda a cegueira no mundo poderia ter sido evitada ou até mesmo curada, se sua causa original fosse diagnosticada e tratada precocemente, por isso, é essencial consultar um oftalmologista periodicamente, sobretudo durante a pandemia, quando muitas doenças são deixadas de lado por medo de contaminação pela Covid-19”, explica Caixeta.
Doenças que podem levar à cegueira
Catarata, retinopatia diabética, glaucoma e degeneração macular relacionada à idade são algumas das doenças que mais levam à cegueira.
Independentemente da existência de sintomas ou doenças já diagnosticadas, é essencial consultar o oftalmologista regularmente, ao menos uma vez ao ano, mesmo durante a pandemia. Manter a saúde em dia também ajuda na prevenção de infecções e é fundamentar para garantir a qualidade de vida.
Sobre a ZEISS
A ZEISS é uma empresa internacional líder em tecnologia do setor de óptica e optoeletrônica. No ano de 2019, o Grupo ZEISS gerou uma receita anual de mais de 6,4 milhões de euros nos seus quatro segmentos: Tecnologia de Semicondutores, Qualidade Industrial e Investigação, Tecnologia Médica e Mercados de Consumo (dados de 30 de setembro de 2019).
Fonte:
A4&Holofote