O verão está chegando e com ele a necessidade de protegermos os nossos olhos a exposição ao sol. De todos os raios de luz que chegam ao nosso planeta apenas uma parte pode ser vista pelos seres humanos, mas todos agem sobre os olhos e o efeito pode ser cumulativo. 

“Não sentimos os raios infravermelhos, mas eles causam doenças para o nosso organismo. Nos dias de sol forte, mesmo com uma exposição rápida, os danos podem ser agudos”, comenta o Dr. Renato Neves, cirurgião-oftalmologista, Presidente da Sociedade Brasileira de Ceratocone e com pós-doutorado em Imunologia, Córnea e Catarata na Harvard Medical School.

A exposição exagerada aos raios UVA e UVB nos olhos podem causar vários problemas ao longo do tempo como espessamento ou câncer na conjuntiva, fibrose que pode invadir a córnea, ceratite (inflamação na córnea), catarata, degeneração do vítreo, queimadura da retina, degeneração macular e etc.

“A intensidade dos raios pode ser alta independentemente do calor que a pessoa sente e a prevenção tem que começar na infância. Se esse cuidado for tomado desde cedo, as doenças que costumam aparecer após os quarenta podem ser evitadas ou atenuadas”, lembra o cirurgião-oftalmologista.

Usar óculos em dias nublados também é essencial segundo o especialista.

“Em dias nublados os raios de sol passam através de nuvens finas, por isso é importante usar óculos de sol. Os ultravioletas estão refletidos na areia, na neve, em grandes paredões de centros urbanos e no chão da rua”.

Cuidados ao escolher os óculos de sol

– Os óculos deve envolver a face de um lado ao outro, de têmpora a têmpora, para que os raios não penetrem pela lateral;

– Ter lentes com filtros que bloqueiem 100% dos raios UVA E UVB;

– Ter tratamento antirrisco, antirreflexo e polarização. Isso evita o desconforto visual, dor de cabeça e astigmatismo – deformidade da córnea que torna a visão desfocada para perto e para longe;

– Procure o selo de qualidade e o selo de proteção UV;

– Se possível, proteja-se do sol das 10h da manhã às 14h;

Qual é a cor de lente ideal para a sua atividade?

Dr. Renato Neves diz que, na hora de escolher os óculos de sol, devem-se evitar as lentes pretas, dando preferência a uma cor que favoreça as atividades e a visão da pessoa. Veja alguns exemplos:

  1. Cinza –São usadas para várias atividades, fazendo com que o usuário sinta-se à vontade e confortável.
  1. Âmbar/castanho –São indicadas para dirigir, já que oferecem uma boa noção de contraste e profundidade.
  1. Verde –As lentes verdes filtram pouca luz azul, mas oferecem melhor visão de contraste. É a cor mais adequada para a população acima dos 60 anos, quando tem início uma perda gradual da visão de contraste.
  1. Púrpura –São a melhor opção para quem pratica esqui ou caça, porque aumentam a visão de contraste em ambientes com fundo azul ou verde.
  1. Amarela – As lentes amarelas bloqueiam a luz azul e reduzem o ofuscamento de motoristas no lusco-fusco do entardecer. Entretanto, são inadequadas durante o dia, já que reduzem a visão de contraste em ambientes com muita luminosidade.